Caneta Pelikan

A Pena 

Décadas de experiência, colaboradores especialmente treinados, e o máximo de cuidado em cada etapa do processo de produção assegura que cada pena da caneta tinteiro Pelikan seja uma obra-prima. São necessárias cerca de 10 etapas diferentes para criar uma pena que funcione a partir de uma folha de ouro. Dependendo do modelo, as penas são fabricadas em ouro de 14 ou 18 quilates. Além disso as vezes levam um banho de ródio para criar um brilho prateado. A decoração feita na pena da caneta tinteiro Pelikan é típica para cada modelo, no caso das edições limitadas é adaptada a cada tema limitado.

A pena é o coração da caneta tinteiro Pelikan. É cortado a partir de uma folha de 14 ou 18 quilates de ouro posteriormente perfurado, moldado e gravado para ter uma aparencia clássica em forma de pena.

A ponta da Pena da caneta tinteiro Pelikan é feita de irídio, um metal refinado do grupo da platina. É soldada á parte da frente da pena de ouro e posteriormente perfurado, entralhado e polido.

A qualidade é constantemente verificada. As penas Pelikan estão sujeitas a testes mecânicos, manuais e ópticos em cada etapa da produção.

As penas Pelikan são rodadas num tanque de água durante 24 horas onde são polidas por milhares de pequenas partículas de porcelana. Este processo elimina quaisquer juntas ásperas que possam ter ficado no processo. Um polimento final é dado nas penas com bolas de cobre.

Depois de 30 operações de alta precisão, as penas da caneta Pelikan estão finalmente protas para serem utilizadas.

Este é um processo de fabricação de um produto tradicional com qualidade e caracteristicas únicas da marca Pelikan.

Ainda com um último passo, cada pena é testada manualmente. Todas as canetas Tinteiro Pelikan tem um revestimento especial detro da tampa para assegurar um ajustamento hermético e portando o fluxo imediato da tinta, mesmo depois de um longo período sem uso. A tinta fica embaixo da pena e funciona com forças capilares, portanto a exata distância entre cada lamela é de suma importancia.

A Pelikan oferece até 10 diferentes tamanhos de penas que podem ser trocadas facilmente quando necessário.

O Corpo

Em 1950, foi lançado o modelo 400 da Caneta Pelikan, o corpo com as riscas verdes tornou-se um simbolo mundial da marca Pelikan. Nos anos 80, a série foi batizada com o nome Souverän, embora seja popularmente chamada de Stresemann.

Estas riscas verdes/pretas Stresemann são o resultado de numerosas etapas de fabricação. Primeiramente é cortada uma pequena placa de matéria prima de uma folha e depois é fundida em forma de tubo.

O tubo é pulverizado com resina artificial, vedando-o impedindo que a tinta vaze para fora.

Um torno de alta precisão em pó de diamente dá ao corpo da Stresemann o perfil clássico e deixa-o macio ao toque e aderente.

Os anéis da tampa são cortados de um tubo de bronze e depois banhados a ouro com material de alta qualidade. Uma máquina de moldar por injeção fixa os anéis a tampa.

 

A Montagem

A invenção do sistema de enchimento com pistão tornou fácil o enchimento da caneta tinteiro Pelikan.

O plástico dentro do regulador de tinta é aquecido e pressionado contra a pena em ouro que foi gravada e depois testada. As duas peças se encaixam perfeitamente.

A pena acabada é testada manualmente e ajustada para proporcionar uma garantia ao longo da sua vida. Isto requer uma grande experiência e habilidade.

A montagem da tampa é a última etapa da produção. O famoso clip da caneta Tinteiro Pelikan desliza a ponteira da tampa e por fim é colocado o emblema da Pelikan.

Está completo o processo de fabricação de uma obra prima um tesouro que é a caneta Pelikan. Um instrumento de escrita que proporciona um prazer na escrita ao longo da vida.